Discurso - Entrega das obras de infraestrutura da Avenida Aeroporto 20162201

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Entrega das obras de infraestrutura da Avenida Aeroporto

Local: [[]] - Data:Janeiro 22/01/2016

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Boa tarde a todas e a todos, agradecer a prefeita Ângela, inclusive a cesta, você nos salvou porque nós não almoçamos ainda, então muito obrigado. Cumprimentar meu xará, o ex-prefeito Geraldo, o Geraldo é Junior né? Você é Geraldo, seu filho que é Junior, na minha casa meu pai era Geraldo e aí minha avó teve mais um, ficou grávida e ela era muito devota de São Geraldo Magela e aí ela passou mal na gravidez e aí se apegou a São Geraldo e teve o filho bem, como meu pai Já era Geraldo José, ela deu o nome do outro filho de José Geraldo, então meu pai é Geraldo José, o meu tio é José Geraldo, eu sou Geraldo José Filho o meu primo é José Geraldo Filho, o meu filho é Geraldo José Neto, o meu sobrinho neto é José Geraldo Neto, aí o meu filho teve gêmeos, tenho dois netos gêmeos e eu ali na expectativa do Geraldo bisneto, aí ele cortou tudo, acabou com a... aí a minha filha Sofia teve uma menina, uma discussão de nome, Renata, Mariana, aí eu soltei lá Geralda, mas não deu certo, não colou. Cumprimentar o Sergio Fornasier, vice-prefeito, vereador Amarílio, presidente da câmara deputado Ricardo Madalena, aqui da região, prefeito de Assis, o Ricardo Pinheiro, prefeito de Maracaí, o Tatu, Florinia, o Rodrigão, Candido Mota, doutor Zacarias, Platina, o Manoel e Ipaussu pra onde estamos indo em seguida o Luizão, a Ida Franzoso, ex-prefeita aqui do município, major Sergio Nonato, o delegado doutro Luiz Antonio Ramão, Almira Garmes, a professora Renata Tutili do grupo folclórico de Tarantela, cumprimentar aqui todo o grupo, diz que o Brasil é filho de Portugal, mas São Paulo é filho da Itália né, e a gente fica feliz de ver aqui mantida essa boa cultura, boa tradição. Cumprimentar aqui a comunidade toda, amigas e amigos, uma grande alegria voltar a Pedrinhas Paulista, já passamos, vimos aí a rodoviária, ficou muito boa aí o terminal rodoviário, passamos em frente à creche escola, nós vamos acelerar aí a obra da creche Angela, para as mamães e os papais poderem ter a creche mais depressa aí pras crianças, nós estamos, já entregamos 91 creches, temos 380 em obra no estado de São Paulo, creches grandes, variam de 70 até 150 alunos, ensino infantil, vai de 0 a 5 anos, então tem a creche, tem a pré-escola, a EMEI. Também passamos em frente a unidade básica de saúde, a UBS que também foi reformada, aqui também, município recebeu uma van para transporte de pacientes, ônibus para transporte escolar, tivemos também dois caminhões, um caminhão basculante e um caminhão pipa, aqui do lado tivemos o asfaltamento do conjunto habitacional e aqui em parceria com a prefeitura, a Angela fez uma belíssima obra que é aqui a avenida Aeroporto e conversávamos vindo pra cá, nós vamos liberar um recurso Angela, pra você poder fazer mais recape aí na cidade e deixar, a cidade já está bonita, é uma das mais belas cidades do Estado de São Paulo, é a segunda melhor do estado, a primeira é Pindamonhangaba né, ela é muito bonita né, Pedrinhas Paulista, é um belíssimo município, município muito forte de agricultura, cooperativas, terras muito férteis aqui no Vale do Paranapanema e o ano passado, o que salvou a lavoura foi o agronegócio, a crise brasileira, extremamente grave, o governo reduziu a arrecadação porque foi abrindo mão de impostos, foi desonerando, desonerando e foi aumentando gasto, isso é que nem a casa da gente né, você arrecada menos e gasta mais, evidente que vai quebrar, isso que aconteceu com o Brasil. Então o mundo deve crescer 3,5%, o PIB mundial, a economia mundial, os países em desenvolvimento como o Brasil cresce em média mais de 5%, hoje a Índia está crescendo mais do que a China e mesmo os Estados Unidos que é um país muito rico, crescendo e nós decrescendo quase 4% de PIB negativo, 1,5 milhão de pessoas perderam o emprego o ano passado, o saldo entre empregos gerados e empregos eliminados deu um saldo negativo de quase 1 milhão e meio. Este ano eu acho que pode, a partir do meio do ano, começar a dar uma melhorada e o agronegócio vai bem, o mundo que cresce, ele tem política fiscal muito dura, o governo não gasta muito não, política fiscal duríssima, política monetária e juros baixo pra não estimular rentistas, gente que ao invés de investir, viver de juros e política cambial, moeda desvalorizada. O Brasil sempre teve política fiscal frouxa, aumenta imposto, aumenta imposta, aumenta imposto, carga tributária muito alta, política monetária, juros é o maior do mundo, juros altíssimos e política cambial, moeda sobrevalorizada, vamos lembrar do tempo que era 1 pra 1, o real e o dólar, ao menos isso aconteceu, hoje a política cambial, o dólar a 4 reais é o que está salvando a agricultura, se não tivesse o cambio como está, com a queda do preço de commodities, a agricultura também estaria em dificuldades, então a política cambial, câmbio mais, moeda mais desvalorizada ajudou nas exportações brasileiras, então o agronegócio brasileiro vive um bom momento, grãos, laranja, café, leite, proteína animal, carnes todas vivem bem né, boi, frango, porco, até o setor sucroalcooleiro, cana de açúcar que estava em dificuldade começou dar uma melhorada e deve começar a recuperar a indústria, porque com o dólar a 2 reais, você importava, trazia da China, com o dólar a 4 reais, vai fabricar dentro do Brasil, então deve começar a recuperar ai indústria. Reduzindo taxa de juros e tendo uma política fiscal dura, firme, o Brasil retoma o crescimento e quando o país vai pra trás, os governos, os governos, prefeituras, estados e governo federal, são a primeira vítima porque o empresário, ele, primeira coisa que ele deixa de pagar é imposto, depois ele deixa de pagar o banco, depois ele deixa de pagar o fornecedor e finalmente não paga o empregado, mas a primeira vítima é governo, então primeira coisa que deixa de pagar é tributo e a arrecadação dá uma despencada. Então a gente abre o jornal, Rio Grande do Sul não consegue pagar salário, Rio de Janeiro não consegue pagar salário, Minas Gerais não consegue pagar salário, por uma grande queda de arrecadação, acho que a partir do meio do ano as coisas devem dar uma melhorada e São Paulo, nós fizemos o ajuste do ajuste né, pra poder não reduzir investimento, porque é investimento que segura o emprego e o desenvolvimento, então nós estamos fazendo um grande programa de concessões rodoviárias, isso vai movimentar 13,4 bilhões de reais envolvendo aeroportos, estradas, metrô, monotrilho na região metropolitana e vamos duplicar a SP-333 de a divisa com o Paraná, lá do Rio Paranapanema até Assis e depois, me desculpo aqui com Madalena porque eu dei uma fugidinha ali no telefone porque estava pedindo a Karla Bertocco que é quem tá comandando o programa pra já na audiência pública que vai ser feita na região, analisar uma passagem não em nível, mas uma passagem, um viaduto né, uma obra de arte em frente aqui do acesso de Pedrinhas Paulista. Lá em Florínea tinha um buraco lá, ali naquela rotatória em frente a unidade prisional, teve um problema lá de desapropriação, mas já falei com o secretário de transportes, o DER semana que vem já corrige aquilo tudo e deixa aquilo tudo lá um tapete e arrumado lá pro município. Madalena falou, nós estamos no Estado de São Paulo, na iminência de 2 gols, o primeiro gol é a vacina contra a dengue, nós, o vetor da doença da dengue é o mosquito, o Aedes Aegypti e esse mosquito transmite 4 doenças, transmite a dengue, transmite a febre chikungunya, transmite o zika vírus e transmite a febre amarela urbana, então o mesmo mosquito, ele é transmissor de 4 doenças, as 4 viróticas e não tem remédio contra vírus, você pegou a doença, tem que esperar passar, é manutenção da vida, então você mantém a vida, no caso da dengue você hidrata né, se for o caso até interna, mas é manter a vida, aquilo passa, o ciclo de vida do vírus. Então se você não tem tratamento, o caminho é vacina, como é que acabou a poliomielite, rubéola, sarampo, tudo vacina, por que não tem vacina contra a dengue no mundo? Porque é uma doença de pobre, é uma doença dos países tropicais, nossa, gente pobre, brasileiros, latino-americanos, africanos, sudeste da Ásia, não tem dengue na Europa, no Japão, nos Estado Unidos, no Canadá porque são países frios, então é uma doença típica do trópico, então é de países pobres, então não tem vacina porque não tem investimento pra pesquisar. O Instituto Butantã que é o maior instituto soroterápico da América Latina aqui em São Paulo, nós já estamos na última fase da vacina contra a dengue, chamada fase 3, a fase 1 já foi feita, segurança e resposta imunológica, fase 2 já foi feita e estamos na fase 3, vamos vacinar 18 mil brasileiros do norte ao sul do Brasil e poderemos em 1 ano, se der certo, ter a resposta positiva. Com uma dose, uma dose, vacinar contra os 4 tipos de vírus da dengue, tipo 1, 2, 3 e 4, estamos super otimistas, um feito de caráter mundial. A Sanofi francesa fez uma vacina, mas ela só imuniza contra 1 tipo e tem baixa imunização e muitas doses, a nossa com 1 dose só, os 4 tipos e 1 vez só você imuniza e evita a dengue. Nós, aí evidente que vai ter que se trabalhar, é outro vírus e outra vacina o zika vírus porque causa uma grande preocupação nas mulheres grávidas porque o vírus tem um tropismo pelo sistema nervoso, então no adulto ele dá uma doença chamada síndrome de guillain barré, ela ataca o nervo, dá uma poliradiculoneurite e na mulher grávida pode afetar o desenvolvimento do cérebro da criança dando microcefalia, mas nós estamos Madalena, ali no gol pra ter a primeira vacina de grande resultado no Brasil, fabricada aqui em São Paulo pelo Instituto Butantã. A outra que ele se referiu é a fosfoetanolamina, não existe quando alguém falar descobriu a cura do câncer, não é verdade porque não tem 1 tipo de câncer, você tem mais de 100 tipos de doença neoplásica, tem carcinoma, sarcoma, melanoma, uma monte de doença, agora todas as células neoplásicas, elas tem uma característica, elas são anaeróbicas, células que produzem ATP energia sem oxigênio, anaeróbicas, todas elas, então aqui em São Paulo, em São Carlos, no Instituto de Química da USP, da Universidade de São Paulo, o professor Gilberto vem há anos estudando e sintetizou uma substância que é composta por um ácido fosfórico, um álcool e uma mina chamada fosfoetanolamina e essa fosfotetanolamina, o comprimido quando a pessoa toma, ela cai no tubo digestivo e é absorvida pelo sangue e ela vai exatamente na célula anaeróbica, ela vai lá naquela célula anaeróbica, ela identifica a célula anaeróbica e ela faz o que se chama de apopitose, então você pega um cachorro com um tumor do tamanho de uma bola de tênis e a droga faz o tumor diminuir porque diminui o número de células por apopitose, então nós estamos aí super otimistas de que alguns tipos de tumor, que a medicina convencional dá respostas não tão boas, possa ter uma resposta muito melhor, muito melhor. Então esta, acho que hoje ou ontem né, hoje eles estão em Cravinhos porque nós temos de novo que fazer o teste, então nós vamos pegar mil pacientes, cem pacientes de cada tipo de tumor e começar imediatamente o tratamento, pode continuar com a quimioterapia, pode continuar, faz junto ou faz separado pra analisar cientificamente o resultado. Deus queira que a gente possa daqui a pouquinho dizer olha, ok. E sabem, a gente vê tudo aí gastando milhões e milhões em golpes verdadeiros contra o Estado, olha que barbaridade Angela, existe um tipo de colesterol, uma hipercolesterolimia chamada homosigótica que é muito rara, então inventaram nos Estados Unidos uma droga, essa droga custa mil dólares o comprimido, a pessoa tem que tomar 1 comprimido por dia, então é mil dólares por dia, ou seja, 4 mil reais por dia, então cada tratamento custa 120 mil reais, é raríssima a hipercolesterolimia homosigótica, é um caso em 600 mil habitantes, então Campinas poderia ter 1 caso, Ribeirão Preto 1 outro caso, uma coisa muito rara e a droga não é aprovada pela Anvisa aqui no Brasil, aí um médico faz o pedido, tudo combinado, o advogado já faz a petição, o juiz já dá a liminar, ameaça de prisão se não liberar a droga imediatamente, retiraram do governo 42 milhões de reais por ordem judicial, nós conseguimos finalmente uma decisão da polícia, da justiça pra invadir os consultórios e retirar os documentos, percebemos que a receita médica era igualzinha em todos os consultórios, até o erro de português, quer dizer, eles copiaram, eles copiaram um para o outro, aí fomos atrás dos paciente, um paciente nem sabia, era laranja, deu o nome lá, nem tomou remédio nenhum, não tinha nada, o outro teve uma paralisia, sequela e todos os demais tinham colesterol elevado, mas nenhuma era homosigótica, mas tiraram do povo de São Paulo 42 milhões de reais com ordem judicial, olha como a justiça às vezes pode ser mal, usada para o mal. Sabe quanto custa o tratamento do câncer? Custa 9 reais por mês, 9 reais por mês, cada comprimido custa 15 centavos, dois comprimidos por dia dá 30 centavos, 30 centavos vezes 30 dias dá 9 reais, então impressionante né, quer dizer, nós estamos frente a uma descoberta que tem um grande significado da ciência e ao mesmo tempo que não é essas maluquices que a gente vê aí que não resolve nada, fortunas verdadeiras que os governos são obrigados pela justiça a pagar e sem resultado comprovado, então digo isso pra dar uma satisfação pra vocês porque nós estamos empenhados aí em poder cumprir as regras da Anvisa pra poder ter rapidamente o resultado desse trabalho. Mas quero trazer um abraço aqui pra Angela, destacar a sua participação, eu sempre elogio muito aqui o município né, um município super exemplar e vivendo um bom momento, claro que está todo mundo em dificuldade fiscal, mas aqui a agricultura vai super bem, a região toda aqui do Paranapanema e no meio do ano eu acredito que a economia brasileira comece a se recuperar, aí se Deus quiser nós vamos ter o ano que vem também um bom ano, enquanto isso a gente vai raspando aí o fundo do tacho pra poder fazer boas parcerias com as prefeituras e ajudar os nossos municípios, quero dizer da alegria de voltar aqui a Pedrinhas Paulista, deixar um grande abraço aqui pra todos vocês, agradecer o deputado Ricardo Madalena em seu nome toda a Assembleia Legislativa, em especial a presença carinhosa, hospitaleira de cada um de vocês, muito obrigado. [[]]