Discurso - Governo fecha parceria com iniciativa privada para arquibancadas da Arena São Paulo - 20122711

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Governo fecha parceria com iniciativa privada para arquibancadas da Arena São Paulo

Local: Capital - Data: 27/11/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia a todas e a todos. Estimado deputado federal Júlio Semeghini, secretário de Planejamento e coordenador do Comitê Paulista da Copa, Victorio De Marchi, presidente do Conselho de Administração da Ambev, Mário Gobbi, presidente do Corinthians, Frederico Barbosa, gerente de operações da Odebrecht , Luis Paulo Rosenberg, vice-presidente, diretor de marketing do Corinthians, Milton Seligman, vice-presidente relações corporativas da Ambev, Adilson Miguel, vice-presidente da Ambev, Elisabeth Tortolano, chefe de gabinete do secretário municipal da Copa representando Gilmar Tadeu, o Fábio Lepic, a Raquel Berdenaci, nossas equipes, amigas e amigos. Temos aqui um bom exemplo, não é? Um dos mais modernos estádios do país, do mundo sendo construído pelo Corinthians, pelo clube, já com quase 58%, mais de 55%, quase 58% já em andamento, indo muito bem a obra, isso vai ter além de ser importante para a torcida, família corinthiana, importante para o futebol de São Paulo e do Brasil, importante para o esporte, importante para uma região metropolitana de São Paulo que é a região de Itaquera que vai ter um grande polo institucional, a parte do Governo o estádio é privado, a parte do governo é a infraestrutura para a população da cidade e nós estamos rigorosamente dentro do cronograma. Obras na Radial Leste, obras ligando as leste-oeste, as regiões por cima da Radial Leste, do Metrô e do trem, obras na Linha 11 da CPTM na Linha 3 do Metrô, temos estação do lado do estádio Metrô e trem e vamos atender 60% a mais que é exigência da FIFA para transporte de alta qualidade, o entroncamento da nova Radial com a Jacu-Pêssego, a Jacu-Pêssego integrada à Ayrton Senna e Rodoanel metropolitano, enfim, todas obras definitivas para a cidade. E tinha o problema das 20 mil cadeiras da arquibancada provisória porque aí é especificamente para a abertura da Copa do Mundo que é um evento do Brasil e ela é provisória para a abertura para a Copa do Mundo. Nós sempre dissemos que não iríamos colocar dinheiro público e que iríamos fazer uma parceria com a iniciativa privada no sentido de viabilizar este investimento que é essencial para a Copa do Mundo aqui em São Paulo e no Brasil. E quero aqui agradecer a Ambev que lidera esta parceria com o setor privado para o desse trabalho, agradecer a Odebrecht todo apoio técnico, agradecer ao Corinthians, é o grande parceiro de todo esse trabalho e dizer da nossa confiança, estamos rigorosamente dentro do cronograma para que tudo esteja preparado para esta grande festa do esporte e do futebol mundial que é a Copa do Mundo. Muito obrigado.