Discurso - Início das Obras de Recuperação e Modernização da SP-326 - Rodovia Brigadeiro Faria Lima - 20121008

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do discurso no Início das Obras de Recuperação e Modernização da SP-326 - Rodovia Brigadeiro Faria Lima

Local: Barretos - Data: 10/08/2012

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Bom dia a todas e a todos. Dizer da alegria de estarmos aqui em Barretos, na semana anterior a festa. A festa começa dia 15? Dia 16, Festa do Peão, uma festa nacional. Uma grande alegria está também no mês de aniversário da cidade. Cumprimentar o prefeito de Barretos, Doutor Emanuel Mariano Carvalho. Doutor Saulo de Castro Abreu Filho, Secretário de Logística e Transporte. Deputado federal Rodrigo Garcia, Secretário de Estado e Desenvolvimento Social. Deputado Roberto Engler. O Júlio César Cardoso, delegado de Polícia. Fabinho, prefeito de Colômbia. Dorival Sandrini, prefeito de Cajobi. Doutor Clodoaldo Pelissioni, superintendente do DER. Sebastião Misiara, nos alegra aqui com a sua presença, presidente da UVESP. Coronel Camargo, Subcomandante do CPI-3. Marco Aurélio Macedo Pereira, Diretor do DER, aqui o DER-14 da região. A Márcia Betty, Diretora Regional da Assistência e Desenvolvimento Social. Secretários municipais, diretores e funcionários colaboradores da Constroeste, que vai construir aqui a obra, a duplicação, a terceira faixa. Doutor Edson Guillen, Delegado Seccional de Polícia. Amigas e amigos. Então a primeira boa notícia, é esta obra SP-326, é a Rodovia Faria Lima. Ela começa hoje, fica pronta em 15 meses, 16 meses. 16 meses tem que estar pronto. Uma obra de R$ 56 milhões de reais. Nós teremos 5,5 quilômetros de duplicação. Indo de Barretos pra cá. Ela será duplicada até o parque do Peão. Aliás, será duplicada até aqui que é o trecho de VDM mais alto, mais perto da área urbana. Será recapeada toda a pista, será feito pavimentação dos acostamentos em toda ela e implantação de faixas adicionais em 36 quilômetros. Então, 5,5 quilômetros duplicados, 36,5 quilômetros com recapeamento, acostamento, terceiras faixas e seis dispositivos de segurança, nessas travessias que são perigosas. Então isso vai reduzir muito acidente, trazer segurança aos que utilizam a rodovia e ao mesmo tempo desenvolvimento para a região, Doutor Emanuel. A segunda boa notícia. Estamos também começando hoje, é a SP-345, é a Fábio Talarico, Guaíra, pra onde nós estamos indo agora em seguida. São R$ 15,3 milhões de recuperação e modernização da Fábio Talarico. A obra fica pronta, começa também agora, fica pronta em 10 meses. Terceira boa notícia é Bebedouro-Olímpia, Olímpia-Bebedouro, que é a SP-322. Ontem foi homologada a licitação, ontem houve homologação. Acho que 15 dias, máquinas na pista, já começa a obra nesta ligação. E olha, é uma obra de R$ 104 milhões, R$ 104 milhões. São 2,7 quilômetros de duplicação e 48 quilômetros de recapeamento, acostamento e terceiras faixas. Uma obra extremamente importante e que se inicia agora em duas semanas, 15, 20 dias e que o contrato foi homologado no dia de ontem. Quarta boa notícia. SP-413, Miguelópolis também ligando com Minas Gerais, SP-413. Nós licitaremos a obra em setembro, agora em Setembro. Quinta boa notícia. Assis Chateaubriand, SP-425. 10 quilômetros de duplicação aqui em Barretos, em Barretos. A obra será licitada em setembro. Então, agora mês que vem, licitação. Então, duas rodovias duplicadas em Barretos. Tá aqui a Faria Lima e a Assis Chateaubriand, duas duplicações importantes, porque nas áreas urbanas tem mais acidentes. Sétima boa notícia. De Miguelópolis até Guaíra, de Guaíra até Barretos, nós licitamos em outubro. Aí não é duplicação, é recapeamento, acostamentos obras de segurança e trechos de terceira faixa. Depois Barretos dos 10 quilômetros duplicação, licitação em setembro. Depois de Barretos a Olímpia, nós licitaremos em outubro. Olímpia até Guapiaçu também, será licitado em outubro. E de Guapiaçu até Rio Preto, duplicação já está em obra, também já está em obra. Só aqui na região são 400 ao todo, R$ 419 bilhões sendo investido aqui na infraestrutura e na logística aqui da região. Nós temos uma Vicinal em parceria com a Prefeitura de 13 quilômetros, três quilômetros já foi executado. Nós estamos dando material, a Prefeitura e o setor Privado executando. Chama estrada da? Contendas. Estrada das Contendas. Agora dos Entendimentos, né? 13 quilômetros de vicinal aí recuperado. Assinamos o Parque tecnológico de Barretos. Já assinamos o convênio, transferimos aí os recursos e a Prefeitura já vai licitar incubadoras de empresas para o grande Parque Tecnológico de Barretos para atrair mais empresas e para o desenvolvimento da região. E mais emprego aqui, emprego aqui na região. Mas eu quero trazer aqui um grande abraço e cumprimentar o Doutor Saulo, [ininteligível] nosso secretário dos Transportes. Tem feito um trabalho excelente. Todas as nossas obras, Clodoaldo dá um passinho aqui também, que é diretor do DER. Todas as nossas obras, a gente aperta e consegue desconto, aqui deu? 20% de desconto, todas as nossas obras, nós estamos reduzindo os custos e fazendo com qualidade respeitando o dinheiro da população, procurando priorizar aquilo que mais beneficia a população, mais necessário e promover o desenvolvimento do nosso estado. Muito obrigado, Doutor Saulo, Doutor Clodoaldo diretor do DER, Doutor Marco, agradecer toda a equipe aí do DER vivendo um bom momento, nós vamos deixar as nossas SPs aí, exemplo, né, para o país todo de boas estradas. Agradecer o nosso secretário Rodrigo, deputado federal, Rodrigo Garcia. Nós estamos fazendo um trabalho importante na área social de erradicação da miséria no estado de São Paulo, trabalho de busca ativa, né, pessoa por pessoa para promover as famílias para uma vida melhor. São Paulo, um Estado Amigo do Idoso, o Estado Amigo do Idoso, nós vamos ter, aliás, o Engler está aqui dois hospitais do Amigo do Idoso aqui na região é em Pedregulho e? Ipuã na região aqui do lado da Franca, nós estamos fazendo uma rede de proteção aos idosos de políticas públicas, São Paulo é um Estado Amigo do Idoso. Agradecer o Engler que nos ajuda muito na Assembleia Legislativa de São Paulo, um dos grandes conhecedores do orçamento, deputado muito obrigado, Engler. Agradecer aos nossos prefeitos, aqui está o prefeito de Cajobi, o Dori. O Dori é um homem da citricultura, ontem nós reunimos todos os lideres da laranja, porque ela está passando por uma fase difícil, houve uma superprodução e houve uma queda de consumo no mundo, aliás, a indústria de suco 98% é exportação, então nós vamos ajudar... Eu quero anunciar aqui de primeiro... Primeira-mão a laranja é 0% o ICMS, mas o suco de laranja é 18% o ICMS, nós estamos reduzindo para 12% vai baratear 6% o suco de laranja. Tudo está aumentando, né, arroz, feijão, tomate, mas a laranja, ela vai ter cair 6%, nós estamos tirando... Baixando de 18% para 12%, e estamos fazendo as caixinhas, aquela caixinha que dá pra fazer dois litros de suco de laranja pra gente distribuir na merenda escolar para o aluno levar pra casa, inclusive a caixinha através de compra da FDE. Nós estamos instituindo também a bebida oficial de São Paulo o suco de laranja, para servir em todas as atividades o suco de laranja, onde a cidade tiverem mais problema frente de trabalho... A frente de trabalho pra apoiar os produtores e vamos através da Secretaria da Agricultura fazer com que uma parte do pessoal que planta laranja pra suco, passe a fazer para laranja de mesa, porque falta, e nós estamos importando laranja de mesa da Espanha, e caindo laranja do pé, a laranja de suco. Então foi uma reunião muito boa com os produtores, a indústria e a Secretaria da Agricultura é que nós tivemos ontem, lá. Agradecer também aqui o Fabinho, nosso prefeito de Colômbia, essa estrada vai tornar ainda mais perto Colômbia e Barretos. Agradecer ao Doutor Emanuel que tem feito um bom trabalho aqui na cidade conte conosco, o Sebastião Misiara representando os vereadores de todo o estado de São Paulo, mas especialmente deixar um abraço a vocês, a primeira causa de morte... De doença e morte, morbimortalidade no mundo e no Brasil qual é a primeira? Do que se morre, mais? Se morre do? Coração. Coração e? Grandes vasos, aquele ali já, já aprendeu. A segunda é? A primeira é coração e grandes vasos, a segunda? Câncer é subindo, subindo. Por que aumenta a incidência de câncer no mundo? Aumenta a idade, o câncer uma doença ligada ao? Envelhecimento, a idade, então na medida em que aumenta a idade, aumenta a doença, mas é uma doença curável, diagnosticada e tratada, cura. A terceira é? É acidente, não é doença, é acidente, então entre as causas externas, externas, a maior causa externa de morte era homicídio, era tiro, era homicídio, aí caiu de 13.000 pra 12.000, 11.000, 10.000, 9.000, 8.000, 7.000. 6.000. 5.000, 4.000, aliás, o tenente cadê o papelzinho aí? Então foi reduzindo, então a maior... Aqui em Barretos queria até cumprimentar aqui, as Polícias: Civil e Militar, aqui tem a cidade de Barretos: homicídio doloso, primeiro semestre desse ano caiu 71%, no ano passado nós tivemos sete homicídios de janeiro a julho, esse ano dois; latrocínio no ano passado um caso, esse ano zero, nenhum caso; furto caiu 9%; roubo caiu 9%, furto de veículo caiu 4%, mas ainda está alto; roubo de veículo caiu 36%, roubo de carga zero nenhum caso esse até junho; roubo a Banco zero. Então a maior causa era homicídio, hoje e acidente rodoviário: atropelamento, motocicleta, carro, essa é hoje a terceira causa, então uma obra como essa é uma vacina, porque vai está evitando muitas doenças, muitas sequelas, muitos acidentes, salvando vidas e promovendo o desenvolvimento do estado de São Paulo, muito obrigado a todos.