Discurso - Inauguração da terceira fase do Complexo Viário Jacu-Pêssego - 20122311

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Inauguração da terceira fase do Complexo Viário Jacu-Pêssego

Local: Mauá - Data: 23/11/2012

GOVERNADOR DE SÃO PAULO, GERALDO ALCKMIN: Bom dia. Bom dia a todas e a todos. Saudar os trabalhadores e trabalhadoras, eu vi uma moça, que está aqui junto do time aí também, cumprimentar a todos vocês. O nosso prefeito anfitrião, o Oswaldo Dias; Dona Selma Dias; prefeito de Santo André, Dr. Aidan Ravin; Dr. Saulo Ricardo Abreu Filho, secretario de logística e de esporte; nossos deputados, deputado Donisete Braga, prefeito eleito aqui de Mauá; deputado Carlos Grana, o prefeito eleito de Santo André; deputada Vanessa Damo, aqui de Mauá e da região; deputado Orlando Morando, também aqui de Mauá e da região; saudar o Leonel Damo, o ex-prefeito; a Dinah Zekcer, vice-prefeita de Santo André; cumprimentar também o Gabriel Maranhão, prefeito eleito de Rio Grande da Serra; o Hélcio Silva, vice-prefeito eleito de Mauá; a Osvana, vice-prefeita eleita de Santo André; o Laurence Casagrande, presidente da Dersa; vereadores, diretores de empresas, amigas e amigos. Olha, é uma alegria entregarmos aqui hoje essa obra. O complexo de Itu, viaduto, uma ponte e quase quatro quilômetros aqui de pistas, dá quase 100 milhões, obra muito importante para Santo André, ligação com a Av. Dos Estados, importantíssima para Mauá, acaba com a cancela, e melhora muito aqui a mobilidade urbana, importante para São Paulo que está aqui, aqui do lado, importante para zona leste de São Paulo, importante para todo o ABC, toda a região. Foi entregue, lembrou bem aqui o Oswaldo Dias, o trecho sul do Rodoanel ligando a Imigrantes a Anchieta, chegando até aqui em Mauá, Papa João XXIII, é uma obra importantíssima, o Rodoanel Sul. Agora, ele continua; que é o Rodoanel Leste, está em plena execução o Rodoanel Leste, é uma das grandes obras do Brasil, ela passa aqui por Suzano, liga com Ayrton Senna, depois liga com a Dutra, chegando lá entre Arujá e Guarulhos. E nós deveremos assinar, este mês de dezembro, o Rodoanel Norte, que é a última etapa que está faltando, vai ser a maior obra brasileira, de grande parte túneis, saindo de Guarulhos e indo até a Rodovia Bandeirantes; interligando o maior aeroporto do Brasil, que é Cumbica, com o maior porto do país, que é Santos, sem passar por dentro de São Paulo, 175 quilômetros de Rodoanel. E ontem tivemos uma reunião muito proveitosa, o Dr. Saulo, Dr. Laurence; o Jurandir, da secretaria de transportes metropolitanos; e o Mário Bandeira, da CPTM; com o Dr. Paulo, ministro dos transportes; e o Bernardo Figueiredo, da Empresa Brasileira de Projetos; o general , presidente do Dnit, Fraxe; e acertamos o Ferroanel. Então, o tramo norte do Ferroanel, nós vamos fazer do lado do Rodoanel, o Governo Federal deve economizar mais de um bilhão de reais na medida em que a gente faz praticamente ao lado, sai... E o Expresso Jundiaí, com nova ferrovia, também terá, do lado, à nova ferrovia de carga no Ferroanel Norte. Jundiaí – Perus, Perus até Guarulhos, perdão, até Manoel Freire, e o tramo sul do Ferroanel, também começando lá depois de Varginha, Embu-Guaçu, tem aquela obra lá em Embu-Guaçu, no tramo sul e vem, e liga até Riacho Grande. Então, aí vai tirar o trem de São Paulo, que a partir de 2015, não tem como passar o trem de carga mais por dentro de São Paulo, pela Luz. O nosso trem tem 170 metros, oito carros com passageiros, um trem de carga pequeno tem 600 metros, e o trem de carga grande tem um quilometro e 200 metros de comprimento, além do que estraga a ferrovia porque o peso é muito grande, ferrovia de passageiro. Então, precisa ser até 2015 tem que estar pronto tramo sul e tramo norte do Ferroanel. O Ferroanel ontem foi muito proveitosa, a Dersa vai acelerar os estudos de projetos, passar tudo para o ministério dos transportes e a Empresa Brasileira, para gente ganhar tempo. Além aqui, a duplicação da Imigrantes, também foi uma obra muito importante para o porto, para quem quiser vir do ABC tomar um banho de mar, e para quem quiser assistir o show na Vila Belmiro, não, lá na Vila Belmiro. Mas eu quero trazer um grande abraço aqui para vocês, dizer que eu brinco sempre que venho aqui ao ABC, que essa aqui é a melhor esquina do Brasil, você está aqui a esquerda do porto, ali é o aeroporto, esse parque industrial fantástico, essa megalópole, terceira mega cidade do mundo, que é a região metropolitana de São Paulo. A primeira região metropolitana do mundo é Tóquio, quase 30 milhões de pessoas; a segunda é Nova Deli, na Índia, 23 milhões; a terceira é a grande São Paulo, 22 milhões, maior que Xangai, na China; que Dubai, na Índia; que Nova York, Cidade do México, então, estamos aqui em um país verdadeiro, que é a região metropolitana de São Paulo. E a mobilidade urbana é muito necessária, nós tínhamos há 10 anos 12 milhões de veículos, hoje temos 23,5 milhões, dobrou em 10 anos, o número de veículos. Então, o caminho é melhorar o sistema viário, tirar o trânsito de dentro de São Paulo, aí o Rodoanel é importantíssimo, tirar caminhão, fortalecer ferrovia, que nós vamos investir muito no trem, seja na CPTM, seja no metrô. Aliás, o metrô tá vindo aqui pro ABC, além do Expresso ABC, então, obras importantes em benefício da população. Quero agradecer ao Dr. Saulo, está fazendo um grande trabalho. Olha como honestidade faz diferença... O desconto no Rodoanel norte foi de 23%. Quanto que a população de São Paulo economizou? R$ 1,2 bilhão a menos. Podia ter gasto R$ 1,2 bilhão a mais, fazer a mesma obra com R$ 1,2 bilhão a menos. Uma obra, uma obra. Aliás, todas as nossas obras nós estamos fazendo com um grande desconto. Essa aqui teve também 14%, já estava licitada. Então, nós estamos fazendo um grande esforço de ajuste pra poder fazer mais em benefício da população. Aqui também tivemos a ligação com a Jacu Pêssego, da Papa João XXIII com a Jacu Pêssego, e saindo também na Ayrton Senna ou seja, vai melhorando um pouco a mobilidade urbana aqui da região. Agradecer ao Laurence pelo trabalho lá na presidência da Dersa; agradecer os nossos deputados, que trabalharam muito pela região. Cumprimentar os dois deputados eleitos, o Donizete Braga, aqui em Mauá, e o Carlos Grana em Santo André. Desejar a eles um bom mandato, contem com a gente. Cumprimentar os nossos dois deputados, a Vanessa, que lutou muito aí pela obra aqui na região, e o Orlando Morando, também, que continua na Assembleia prestando um bom serviço à região, trabalhando pela região. Cumprimentar os prefeitos, eles vão passar para o meu clube, que é o melhor clube que existe, o dos ex-prefeitos, que é o Osvaldo Dias e o Dr. Aidan Rabin. Cumprimentar todos os trabalhadores e trabalhadoras aqui por essa beleza de obra. Eu perguntei aqui quanto tempo tem a Cancela? Quantos anos? Trinta, 40 anos? Trinta e cinco, vamos ficar no meio, nem 30, nem 40. Descobriram que é 35. Ou seja, desde 60... cinquenta anos. O vereador conhece a Cancela desde 1960. O prefeito está dizendo que ele chegou aqui em 1970. É um gozador, Mas o fato é o seguinte, seja 40, 50 anos, é histórico e o Orlando Morando, ele foi... Ele é daqui, mas ele foi até São Paulo só pra vir de helicóptero... Me faz lembrar, eu quando era prefeito em Pindamonhangaba, Osvaldo... Eu era prefeito lá em Pinda, e eu fui num casamento num bairro rural, chama Feital, um bairro, na fazenda. Fui lá no bairro do Feital num casamento. Aí estava sozinho e tal, eu mesmo dirigindo, falei para o pessoal que estava no casamento: Olha estou indo embora e tal... Aí o sujeito falou: Eu vou com o senhor! Eu falei: Ótimo! Vem há comigo então, eu te dou uma carona. Aí fui pra cidade. Ficava a uns 4 km da cidade. Cheguei na cidade e perguntei: Onde é que você vai ficar, que eu te deixo na sua casa? “Não, me deixa no ponto do ônibus”. Eu: Não, me diga onde é que é que eu te levo. “Não, eu vou voltar para o casamento...”. Eu: Como? Toco eu a voltar para o casamento pra levar o sujeito lá... Orlando, vai voltar comigo? Um grande abraço a todos!