Discurso - Inauguração do 21º Polo Regional da Escola de Moda da Associação Assistencial Comunitária Azarias - 20123010

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Lu Alckmin - Inauguração do 21º Polo Regional da Escola de Moda da Associação Assistencial Comunitária Azarias

Local: Capital - Data: 30/10/2012

MESTRE DE CERIMÔNIA: ... Da presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo que hoje inaugura mais um Polo Regional da Escola de Moda, Azarias. A senhora Lu Alckmin.


LU ALCKMIN, PRIMEIRA DAMA DO ESTADO DE SÃO PAULO: Geraldo Alckmin, Governador do Estado de São Paulo; pastor Elias Cardoso, presidente da Assembleia de Deus, Ministério Perus; Missionária Lígia Cardoso, presidente da Associação Assistencial Comunitária Azarias. Celino Cardoso, deputado estadual; Geiza Cristina Cardoso, gestora do polo de modas. Rosangela e Clarice, monitoras deste polo de moda; Márcio Cecchettini, prefeito de Franco da Rocha e que também polo de moda. Senhores pastores e fiéis, formandos e familiares, associações e entidades, funcionários do Fundo Social, amigos e amigas. Dizer da minha alegria de está hoje aqui com vocês para poder inaugurar o polo regional da Escola de Moda, aqui em Perus. Aqui nessa entidade maravilhosa, nessa igreja maravilhosa, a Azarias, que faz esse trabalho tão lindo, em prol das pessoas. Eu vou me alongar, mas eu queria contar rapidamente para vocês, por que quê eu estou aqui. No ano de 2001 até 2006, o Geraldo Alckmin, que é meu marido, foi Governador do Estado de Estado de São Paulo, e por ele ser governador, eu tenho a oportunidade, de como esposa, poder assumir o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, como voluntária e poder ajudar os meus semelhantes. Eu lembro, que no ano de 2000, eu andando pela periferia, eu estava na Zona Leste de São Paulo, e falando com mulheres muitos carentes e elas me falaram que tinha fome que queriam comer pão. Então no ano seguinte, em 2001, quando o Geraldo assumiu como Governador do Estado, eu chamei toda a equipe do Fundo Social e falei: “Nós vamos desenvolver um projeto que nós vamos ensinar a população carente a fazer pães”. E aí começamos o projeto das padarias artesanais, de 2001 até 2006, nós inauguramos mais de 9 mil padarias artesanais em todo o Estado de São Paulo, nos 644 municípios do Estado, através das primeiras‑damas e presidentes dos fundos municipais, aqui na capital através das entidades como, por exemplo, a Azarias que também recebeu o kit da padaria artesanal, eu sei se está aqui a Maria de Jesus, a Maria de Jesus que foi capacitada em 2004 na Azarias e ela foi para Moçambique em 2010 e ficou dois anos lá, em um orfanato fazendo pães para crianças carentes, então isso é muito lindo. Aí em 2006, o Geraldo deixou de ser governador, mas Deus deu mais uma vez a oportunidade ao Geraldo... Deus e a população, de o Geraldo ser o governador do estado de São Paulo, ser eleito e assumiu o ano passado, e eu no ano retrasado, na campanha do Geraldo, em 2010, eu fui novamente conversar com as pessoas e saber como eu poderia ajudar, que a padaria continua, tanto é que ensaiamos um convênio com a Azarias. São 15 padarias, não é? 15 padarias que serão levadas para todas as entidades em que a Azarias desenvolve o trabalho, nas cidades do interior e aqui na capital. E aí, queria dizer que conversando com mulheres muito carentes, elas me falaram que depois dos 40 anos, elas não conseguiam arranjar emprego e conversando com estilistas e empresários, eles falaram que não existia, não existe mais costureiras no Estado de São Paulo. Foi aí que eu tive a ideia de nós começarmos a Escola de Moda. Comemoramos a Escola de Moda em abril do ano passado, e foi um sucesso tão grande, que as primeiras-damas e presidentes de Fundos Municipais do interior do Estado de São Paulo me procuraram, pedindo que eu levasse a Escola de Moda para o interior. Foi aí que eu resolvi levar 28 polos regionais e Escola de Moda para o interior, e 28 na capital. Então, eu já inaugurei no primeiro semestre os 28 do interior, hoje aqui na Azarias estou inaugurando o 21º da capital, estão faltando sete. E desses 56 polos que nós estamos inaugurando, são surgindo já as escolas de moda. Por quê? O polo é para capacitar a população que mora no entorno e também para capacitar entidades que quiseram receber a Escola de Moda, podem mandar aqui para Azarias. Eu sei que a Azarias já capacitou algum polo já? Ah, tem os polos de vocês mesmo, né? Que são... São 13 polos que já que serão... Polos não, escolas de moda que estão saindo daqui da Azarias. São 13 né? 13 polos que estão saindo da Azarias, que vão para algumas cidades daqui do entorno e também aqui na região, na Grande São Paulo, levando então justamente o corte e costura. Em cada lugar que eu tenho ido, eu tenho conversado com as pessoas, pessoas que nunca pegaram uma agulha na mão e hoje estão custando com perfeição. Então eu fico muito feliz, eu sempre digo que Deus deu inteligência a todas as pessoas, apenas muitas pessoas não tiveram oportunidade, e o Fundo Social tem como objetivo ajudar a população a ter uma vida melhor, qualificar as pessoas, né, capacitá-las para o trabalho. Então, eu fico feliz de estar aqui, queria dizer para vocês até para terminar, contar que eu sou de uma família muito grande, meus pais tiveram 11 filhos, e ainda pegaram 1 pra criar. Eu lembro que, eu olhava a minha mãe, que nunca nos deixou faltar carinho, nunca nos deixou faltar amor e ela ainda tinha tempo de cuidar das pessoas carentes. Então olhava par aquela mulher linda que eu amava, quem não ama a mãe, né? E falava, eu quero ser igual a ela, então desde menina eu acompanhei sempre a minha mãe nos trabalhos sociais, fazia trabalho social com amiga, com vizinha, mas quem me deu a grande oportunidade de eu poder realmente ajudar o meu semelhante foi o Geraldo Alckmin, o meu marido que eu amo, que eu admiro e que me dá está oportunidade através do Fundo Social, eu poder ajudar os meus semelhantes. No mais, eu quero desejar a cada um de vocês que Deus esteja presente nas suas vidas, nas vidas de suas famílias. E agradecer a missionaria Ligia, o pastor Elias por esse trabalho tão lindo junto à população, né, eu já estive aqui muitas vezes, eu agradeço, eu sempre fui recebida com tanto carinho, né? E a gente poder, nós juntos transformarmos a vida das pessoas, a pastora Lígia falou do problema de criminalidade, é através da capacitação, a partir do momento que a gente gera emprego, gera dignidade para as pessoas é que a gente vai encontrar a paz, né, quando a gente dividir com todos, para que todas as pessoas tenham oportunidade. Muito obrigada.