Discurso - Inauguração do Sistema de Afastamento e Tratamento de Esgoto Campos de Boituva 20130304

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Inauguração do Sistema de Afastamento e Tratamento de Esgoto Campos de Boituva

Local: Boituva - Data:03/04/2013


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Boa tarde a todas e a todos! Saudar o nosso prefeito anfitrião, dizer que Boituva tem um dos melhores prefeitos de São Paulo: Parabéns aí ao Edson! Saudar a melhor parte da família que é a Nazaré, que preside o Fundo Social de Solidariedade; O vereador, Dr. Hernando Mauro de Aquino, meu colega na anestesiologia, presidente da Câmara, cumprimentando os vereadores; o deputado Édson Giribone, nosso secretário de Recursos Hídricos, fazendo um grande trabalho na área de Saneamento Básico. Eu registrei aqui 80 estações de tratamento de esgoto belíssimas como essa aqui, são obras estruturantes, preparando as cidades para o futuro. Deputado federal Arnaldo Jardim, que defende os interesses dos brasileiros em São Paulo, de nós todos paulistas lá em Brasília, no Congresso Nacional; deputada Maria Lúcia, uma das melhores deputadas que nós temos lá na Assembleia Legislativa; o deputado Osvaldo Virgínio, esse jovem, como eu aqui. Eu brinco com ele que é dos carecas que elas gostam mais! O Gilmaci, cadê o Gilmaci? Vem aqui, Gilmaci! O deputado Gilmaci, também deputado estadual na Assembleia Legislativa, que nos ajuda muito lá no parlamento de São Paulo. Teve conosco também o deputado João Caramês, teve que voltar; o prefeito de Holambra, o Fernando; de Pereiras, o Flávio; de Cesário Lange, o Ramiro; Itapetininga, o Di Fiori; Capela do Alto, o Marcelo; de Sarapuí, o Fábio; Cerquilho, o Antônio Del Rei; Iperó, o Vanderlei; Arassariguama, o Roque; Porto Feliz, para onde nós estamos indo a seguir, o Levi; Tietê, o Manoel Davi; Quadra, o Carlos; Juriri, o Ademir; Tatuí, o Manu; Guapiara, o Jorge Sabino; dr. Luiz Paulo de Almeida Neto, diretor da Sabesp; capitão Lincoln. Saudar aqui os pais do nosso Edson Marcuso, a sua mãe, D. Tita e o Sr. Nélson; os pais da Nazaré, a D. Madalena e o Sr. Ludovico; vice-prefeitos, secretários, amigas e amigos! Primeiro, agradecer a presença tão honrosa aqui de todos vocês, muito obrigado! Nós ficamos muito felizes aqui com vocês testemunhando a entrega de uma obra importante para a cidade. Está meio escondidinha, meio longe, mas ela é extremamente necessária. Nós queremos Boituva uma cidade 300%: 100% de água tratada, 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado, uma cidade 300%! E o ano que vem, está certo, Giribone? O ano que vem nós vamos atingir esses 300%, então, uma cidade saudável, né? Esse é o nosso objetivo, o estado de São Paulo ser o primeiro estado do Brasil, até 2014, universaliza o saneamento no interior de São Paulo, todas as cidades. Em 2016, o litoral de São Paulo, todo ele saneado, e 2018 a região metropolitana de São Paulo, que é muito grande e os custos são maiores. Isso é saúde, porque criança põe a mão no chão e, depois, põe a mão na boca. Então, precisa afastar o esgoto de perto das moradias. E despoluir os rios para a gente poder recuperar a nossa bacia hidrográfica e recuperar os rios. Até me permitam aqui lembrar um fato histórico ocorrido há dois anos: Com a limpeza e 100% do esgoto tratado, nós vamos despoluir aqui o Ribeirão Jerivá, que passa ali. É correto? Bem atrás dessa mata ciliar. Aí, tratando o esgoto, limpa o Ribeirão Jerivá. O Ribeirão Jerivá deságua no Córrego Campos de Boituva. O Córrego Campos de Boituva então fica limpo. Ele desagua no rio Sorocaba. O Sorocaba desagua no Tietê. O Tietê desagua no Paraná. O Paraná se une ao Paraguai e forma a Bacia do Prata. E chegamos a Montevideo, onde o Santos venceu o Peñarol e foi campeão da Libertadores! Mas já fazem dois anos, não é? Olha, hoje nós vamos despejar aqui no Jeriva 8 mil alevinos de Pacu, 2 mil de tilápia, 2 mil de piaçú, 2 mil curimbatás, e 2 mil carpa-capim aqui no rio Jeriva. Mas essa é a primeira boa notícia. A segunda é a Educação. Nós temos aqui uma nova escola já em licitação no Parque Novo Mundo; vamos investir R$ 2,6 milhões; a terceira também é educação, a Escola Técnica. Boituva está crescendo... Aliás, esse eixo aqui da Castelo Branco é impressionante! Isso aqui é hoje, comparado, Maria Lúcia, ao Vale do Hur, da Alemanha Ocidental, uma das regiões mais industrializadas do mundo! É impressionante como já cresce e como vai crescer mais. Então, nós precisamos nos preparar. Então, Etecs, Fatecs e universidades. Aqui não tem a ETEC ainda de Boituva, ela tem classe descentralizada de Tatuí. Então, nós estamos sim, autorizando uma ETEC de Boituva. O prefeito, o Edson, que, se a gente for construir, vamos levar dois anos: Fazer projeto, arrumar terreno, construir... Então, ele vai dar o prédio. Ele já tem o prédio, ele passa o prédio e rapidamente a gente já instala e, com a ETEC vem o Ensino Médio junto. Então, vai ter Ensino Médio. Quem mede a qualidade do Ensino Médio é o ENEM, que é do MEC. O Enem, o ano passado, fez o ranqueamento, as 50 melhores escolas públicas estaduais de Ensino Médio do Brasil. Das 50, 37 Centros Paula Souza de São Paulo, que é o Ensino Médio da ETEC. Esse Ensino Médio vai vir para cá e vem junto o técnico. Então, o aluno sai com 2diplomas. Escola de tempo integral, ele faz, de manhã, o médio, e, à tarde, o técnico. Ele vai sair com o diploma de Médio e o diploma de Técnico, tudo de graça. E o técnico, um ano e meio, garante a ele um bom emprego. Os nossos técnicos, cada 5, 5 já saem empregados. Ser um empreendedor, ou continuar os estudos, fazer a Fatec, aqui do lado tem várias, ou fazer a universidade. Depois, queria dizer também que nós autorizamos uma creche escola. Você já arrumou o terreno, e nós estamos fazendo um programa de creches em todo o estado de São Paulo, são mil creches, e toda a cidade está incluída no Programa Creche Escola. Estados de São Paulo nós temos o compromisso o Estado Amigo do Idoso. Então, toda a cidade grande acima de 50 mil habitantes, que é o caso de Boituva, cidade grande, Boituva, Pindamonhangaba, só coisa grande, não é? Lorena... Tem o Centro Dia do Idoso. Então, nós passamos o dinheiro para fazer o Centro Dia. O idoso pode chegar de manhã, só não dorme lá, mas passa o dia inteiro, tem almoço, lanche, todos os programas para a Melhor Idade; A quarta boa notícia é a vicinal, nós estamos fazendo 2,9 quilômetros. Essa que vai para a Granja? E estamos fazendo o trevo, o Zanchettão, o trevo lá da vicinal com a SP‑129; A quinta boa notícia aqui é o Judiciário. A cidade crescendo precisa ter um fórum e um Poder Judiciário adequado, então vamos construir um novo prédio do fórum aqui para Boituva; A sexta é... O prefeito falou da Habitação, então a cidade cresce, aluguel fica caro. Quanto é o aluguel aqui de uma casa? Olha aí, de R$ 500 para cima. É muito caro o aluguel. Então, vamos autorizar, o seu terreno cabe 120 apartamentos. Então a gente faz aí, já está autorizado, os 120 apartamentos. A sétima boa notícia é a saúde da mulher. Vamos fazer uma boa parceria, meio a meio, para fazer um Centro de Referência da Saúde da mulher. É R$ 994 mil, então fica meio a meio para cada um, R$ 500 mil e a gente faz aqui o Centro. O Edson é um bom parceiro, porque tem parceria que me lembram o dr. Lessa, não é? Em Pinda, viu, presidente? Tinha um médico, isso há muito tempo, que tinha fama de ser muito econômico, muito pão duro. Aí um alfaiate da cidade vai ao médico. Aí chega lá para o dr. Lessa, vai ao médico, fez a consulta, na hora de embora ele falou: “Doutor, eu não tem dinheiro para pagar, mas eu sou alfaiate, se o senhor precisam um dia que eu pregue um botão, eu estou a sua disposição.” E foi embora. No outro dia o Dr. Lesa pos um botão dentro do envelope e mandou para ele um bilhete: “Pascoal, pregue um paletó neste botão.” Mas aqui é uma boa parceria!Não é a parceria do dr. Lesa. Finalmente, nós viemos aqui pela SP‑129. Já estamos fazendo ali a passarela que é importante para os bairros para evitar atropelamento, mas a rodovia é muito movimentada. Nós descemos lá na fábrica lá do Walter Faria, da Cristal, Walter Faria é um dos grandes empreendedores do Brasil, 20 mil empregos, 20 mil empregos. É impressionante! E vai trazer para cá a distribuidora também que é muito importante, aumenta caminhão. Então já falei com o superintendente do DER, ele vai estudar se nós vamos duplicar a SP‑129 ou se basta terceira faixa, acostamentos e ciclovia. Todas as rodovias agora nós estamos fazendo com ciclovia para não ter risco quem andar de bicicleta ter nenhum tipo de atropelamento e poder ser um meio de transporte, a pessoa poder ir trabalhar de bicicleta, estudar de bicicleta e lazer também. Então, o Clodoaldo vai fazer o estudo. Nós demos para ele 90 dias para estar o trabalho inteiro concluído. Caso contrário... Se passar 90 dias ele não terminar o estudo ele vai ter que descer de paraquedas aqui em Boituva! Mas eu quero deixar um grande abraço, agradecer a presença aqui de cada um de vocês! O dinheiro é do povo de São Paulo, nós temos dois deveres, não é? Um dever é aplicar bem o dinheiro da população. Então eu vou dar um exemplo para vocês: nós fizemos a licitação do Rodoanel, o Rodoanel de São Paulo asa oeste que o Mário Covas começou e nós entregamos, interligou Bandeirantes, Anhanguera, Castelo Branco, Raposo Tavares e Régis Bittencourt. Aí a Asa Sul, nós começamos e o Serra entregou. Chegou na Imigrantes, na Anchieta e foi até Mauá. Agora nós vamos entregar em março a Asa Leste. Passa ali Ribeirão Pires, Suzano, Itaquá, Poá, Ayrton Senna e Dutra, chega até Guarulhos. Março está pronto. E aí licitamos a última etapa, que é a Norte, para fechar, passa atrás do aeroporto de Cumbica, já tem uma ligação de 3,6 km, está incluída no projeto, liga com a Fernão Dias e chega de novo na Bandeirantes. Aí fechou 180 Km de Rodoanel Metropolitano de São Paulo. Esse último trecho tem muito túnel, são mais de 20 Km em túnel por causa da Serra da Cantareira. O orçamento era R$ 5,1 bilhões: 2/3 do Estado, 1/3 Federal. Aí licitamos. Concorrência Pública Internacional, veio consórcio aí do mundo inteiro. Contratamos a obra, R$ 1,2 bilhão a menos para o povo de São Paulo. 30% de desconto quase em benefício da população. A outra, o Mário Covas dizia: “Governar é escolher”, você nunca tem dinheiro para tudo. É igual na casa de gente, você vai meio que ali, o que é mais urgente, o que é mais necessário. No governo, o cobertor é sempre curto e nós não podemos aumentar impostos, pelo contrário, estamos todos os dias procurando ir reduzindo a carga tributária e baixando imposto. Está aqui o setor da avicultura: nós zeramos tudo que pudemos, tudo sem imposto para poder ajudar gerar emprego. Então só tem uma maneira, escolher corretamente. Então Boituva escolhe bem: Educação, escola técnica, Saúde, Centro de Referência para as mulheres, Habitação para quem não tem casa e famílias de menor renda, quem é rico não falta casa, mas para as famílias de menor renda se não tiver subsídio não vai conseguir ter casa própria, então ter política de habitação de interesse social, Saneamento Básico. Se faltar rua é administrar para o automóvel, não é? Administrar para o ser humano é água, é esgoto, é saneamento, que é da saúde da população. Segurança, Poder Judiciário, justiça próxima, emprego, porque é uma cidade com boa infraestrutura vai atrair empresas para cá, vai vim muita empresa para cá. Aliás, já é realidade isso. É impressionante a força econômica de Boituva e da região. Então, contem conosco para a gente trabalhar firmes aí em benefício de São Paulo. Parabéns, Boituva!