Discurso - Lu Alckmin - Lançamento nacional do Programa “Meu Prato Saudável” - 20121510

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do Discruso da Lu Alckmin - Lançamento nacional do Programa “Meu Prato Saudável”

'Local: Capital - Data: 15/10/2012

MESTRE DE CERIMÔNIA:... Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo.

LU ALCKMIN, PRESIDENTE DO FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE: Guido Cerri, secretário de estado da saúde; Linamara Rizzo Battistella, secretária de estado dos Direitos a Pessoas com deficiência; José Otávio Costa Auler Júnior, vice-presidente do Conselho Deliberativo do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP, no exercício da presidência; Eloisa de Oliveira Bonfá, diretora clínica do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP; Marco Fumio Koyama, superintendente do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP; Fábio Jatene, presidente do conselho diretor do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP; Elisabete Fernandes Almeida, médica e diretora da Latin-Med, editora de saúde; Gabriela Almeida Ruegger, diretora do programa Meu Prato Saudável; Celeste Chad, diretora da ONG Orienta Vida e conselheira do Fundo Social; meu amigo Gustavo Rosa, senhores, corpo docente, clínico e administrativo, voluntários, profissionais da área de nutrição, senhoras e senhores. Diz da minha honra, da minha alegria por ter sido convidada para ser madrinha desse programa tão importante para a população. Não digo somente para os adultos, como também para as crianças, eu já tinha uma preocupação muito grande com a alimentação, assumi no ano passado o Fundo Social de Solidariedade, reassumi. O meu primeiro ato foi implantar no Palácio dos Bandeirantes uma horta para que pudesse atender as crianças, filhas dos funcionários do Palácio, que frequentam o centro de convivência infantil para fazer uma experiência. Então nós fizemos a horta, as crianças plantaram, colheram e passaram a consumir. A partir do momento que elas viam a plantinha crescer, que elas colheram e que elas lavaram, fizeram os pratinhos delas, elas começaram a consumir. Então foi um sucesso, eu vi que era possível. Este ano implantamos a horta educativa, esse programa que nós desenvolvemos o ano passado em uma unidade de Fundo Social, que é a Casa de Solidariedade II, também foi um sucesso. Assinamos convênios com 34 municípios, sendo que 17 já estão produzindo e vamos fazer parcerias com a secretaria da educação através do Adolfo Lutz, o Hospital Emílio Ribas e Instituto Butantan no começo no ano, está também CCI, Centro de Convivência Infantil, e também parceria com a Secretaria da Educação, no comecinho do ano, nós vamos levar as hortas educativas para 91 diretorias regionais de ensino. E é isso [ininteligível] para todo o Estado de São Paulo. Então, essa preocupação com alimentação saudável, com respeito ao meio ambiente tem tudo haver com o prato saudável. E é só terminar contando uma historinha que esse fim de semana nossa netinha foi passar o fim de semana conosco no sítio, e a noite eu passei para ela esse filme que vocês assistiram. Ela ficou quietinha, assistiu e gostou, e daí no dia seguinte ela: "Vovó, eu posso brincar de casinha?" Eu falei: Pode. Ela pegou as panelinhas, pegou... E montou lá. Chegou: "Vó, agora vem comer que eu fiz um prato saudável para você". Quando eu cheguei o arroz cru, o feijão cru, ela pegou o alface, pôs um pedacinho de pau e falou que era a proteína vegetal. E ela queria que eu comesse, mas ela pelo menos entendeu como é que se faz um prato saudável. Ela pôs até na proporção certa. Então, eu falei: Poxa, então acho que esse filme vai realmente atingir as crianças. No mais, obrigada por terem me escolhido, eu estou muito feliz, muito honrada. Eu acho que a gente tem que se preocupar sim com as famílias, um país se faz com família. [ininteligível] sentar na mesa. Não é a quantidade do tempo para que nós temos com os nossos filhos e netos é importante, mas a qualidade. Nem que seja 10 minutos por dia, mas que seja de muito amor. Então, obrigada por terem me escolhido. Eu me sinto muito honrada. E se Deus quiser, a gente vai levar isso para o Brasil inteiro. Muito obrigada.